Eu venci o câncer

Eu venci o câncer

EU VENCI O CÂNCER

 

Luzia Maria de Sousa Melo dos Santos (Lulu), membro da Comunidade das Nações – Campus Asa Sul – Brasília, desde Abril de 2012.

Em junho de 2009, fui diagnosticada com Carcinoma Ductal Infiltrante de mama esquerda com componente “In situ” Extenso Associado. Em julho do mesmo ano, fui submetida à Mastectomia Radical mais esvaziamento axilar e sessões de quimioterapias. Na ocasião, eu estava com 47 anos. Não passei pelo processo que muitas pessoas passam ao descobrir a doença, como: a negação, a revolta, a autopiedade e/ou a aceitação. Uma vez que não tive tempo para esse processo, pois o que ficou registrado no meu subconsciente foi a seguinte frase do médico: “corra contra o tempo, não podemos perder tempo.”

“Senhor, meu Deus, clamei a ti por socorro, e tu me saraste. Senhor, da cova fizeste subir a minha alma; preservaste-me a vida para que não descesse á sepultura.” (Salmo 30.2-3)

O difícil, não era estar mutilada e careca, e sim, ter de conviver com a insegurança do desconhecido. “Antes que o seu fardo o vença, confie que Deus, o acolherá em seus braços.” (Texto extraído do livro Pão Diário). Eu tinha fé e gratidão, porém, conhecia Deus de ouvir falar, do que Ele que fazia na vida das pessoas. Quando me diziam, “você está curada em nome de Jesus”, essas palavras soavam aos meus ouvidos de forma fantasiosa, pois em minha pequenez, não cria que poderiam ter grande poder ao declará-las.

Fui confrontada em minhas atitudes e verdades e tive de reaprender o real e verdadeiro valor e sentido do amor em sua plenitude, DEUS. Durante o tratamento passei por momentos difíceis e delicados no casamento, tendo de enfrentar situações decisivas. Eu pedia a Deus cura, e Ele me dizia: quer cura? Então, perdoe!

Então comecei a buscar respostas na Bíblia e tinha sede de entender seus livros e medo de morrer sem conhecer a tão falada verdade. E, por isso, li a Bíblia toda em oito meses, mesmo sem ter entendimento. “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” (João 8.32). Em Fevereiro de 2010, tive o meu primeiro encontro com Deus, foi em minha casa. Mas até eu tomar a decisão de qual caminho percorreria, levei exatos dois anos e dois meses, foi quando tirei o “pé de cima do muro”.

Cheguei à Comunidade das Nações em Abril de 2012, ainda em tratamento terapêutico, pois, além de ter vencido os dois primeiros anos após a quimioterapia, estava também com câncer na ALMA e com o diagnóstico de que a enfermidade havia retornado na mama direita. Recordo-me que em uma das ministrações do Bispo JB Carvalho, ele declarou que tinham pessoas que já estavam curadas do câncer, e em outras havia voltado, (era o meu caso). Mas, não importavam os resultados dos exames e nem os diagnósticos médicos, porque Deus já havia nos curado e que tomássemos posse da cura. Naquela mesma semana fui submetida a uma microcirurgia e o resultado da biópsia foi negativo para malignidade, para honra e glória do Senhor.

Quando passares pelas águas, eu serei contigo, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.” (Isaías 43.2)

Ainda em 2012, precisamente em fevereiro, Deus me apresentou uma criança. E só bem depois pude entender que Deus havia aberto portas por meio da vida dessa criança para que eu pudesse retomar o tratamento, buscar a igreja, reconhecer Jesus como meu único e suficiente Salvador, liberar perdão, ser curada dia após dia, receber o batismo no Espírito Santo e descer às águas.

Hoje, encontro-me totalmente curada do câncer e de todas as outras enfermidades que eu carregava há muito tempo. Fiz a cirurgia para a reconstrução das mamas, inclusive com mamilos, a autoestima e as demais áreas da minha vida a cada dia foram sendo restauradas. Deus me deu nova chance e oportunidades para começar a mudar a história de minha vida, para um futuro que eu achava ser impossível de acontecer. Hoje, posso afirmar com convicção que conheço Deus e que sou testemunho vivo de curas e de milagres; e que eu quero tudo o que Deus tem guardado para a minha vida, seus sonhos, planos e projetos. “O passado não posso mudar, mas posso mudar o futuro da minha história.” (Bispo JB Carvalho)

Quando se tem a direção do Espírito Santo, a possibilidade de superar conflitos é certa, porque as promessas do Senhor nos foram dadas para sermos valentes, fortes e corajosos – e não devemos jamais desistir nas lutas – porque em Cristo Jesus somos mais que vencedores.

Fiz desse versículo a minha bandeira.

Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” (Romanos 8.28).

Últimos vídeos

Loading...